Tudo ou nada! Cap. 24

Passeio no teleférico de Nova Trento – SC

Decidida que iria fazer uma imersão em mim mesma para encontrar o verdadeiro significado de minha vida, tive que priorizar algumas coisas e a primeira delas foi ficar bem atenta aos meus impulsos, que em situações de mudanças internas ou de situações que exigiam paciência e tempo, agiam como um vendaval, devastando qualquer possibilidade de ação efetiva. Portanto decidi uma única vez e isso significava não ter mais plano B, significava fazer tudo diferente do que eu havia feito em minha vida até então.

A segunda prioridade foi colocar um prazo. Desta vez, eu não mudaria de cidade e não assumiria nenhum outro trabalho enquanto eu não conseguisse a mudança real de 180º que queria dentro e fora de mim, isso implicava desde a forma de pensar, de sentir, de acreditar, para me tornar uma nova mulher. A mulher que eu queria realmente ser e que sempre existiu dentro de mim, que eu não sabia qual era, mas que estava disposta a pagar o preço para descobri-la.

Após colocar este prazo, eu precisava definir quais ações eu precisaria tomar além de controlar meus impulsos e não assumir nenhum outro trabalho. Então, primeiramente, decidi utilizar as técnicas terapêuticas que aprendi no decorrer de inúmeros cursos que fiz, que ajudavam tantas pessoas, então tinham que ajudar a mim também.

Precisava iniciar a academia, já que meu colesterol tinha subido com o stress e foi indicação do médico também e junto a isso, vieram as atitudes em relação aos meus cuidados pessoais, como cuidar da minha casa, do meu corpo e da minha aparência, que já ha muito tempo, não sabia o que era fazer uma unha ou comprar uma roupa nova e claro, incluía-se neste quesito, a dieta alimentar, pois nos últimos anos a minha alienação me fez engordar mais de dez quilos.

Nas prioridades, estavam também olhar novamente para meu lado espiritual, minhas reflexões, minhas meditações e orações, que abandonei com o cansaço e desanimo. E junto com isso, a  parte intelectual, a qual estava em débito, pois já não me dedicava aos meus estudos da pós graduação.

Estabelecidas as metas, definidas as prioridades, comecei a colocar em prática. É claro que as coisas não acontecem de uma hora para outra, e por mais que eu tivesse decidida, as “forças ocultas” embutidas no sistema límbico do meu cérebro, apareciam na melhor das intenções e para me proteger, tentavam sabotar minhas novas ações, através de emoções negativas e incapacitantes, aprendidas no decorrer da minha vida.

Mas como eu estava decidida, e tinha 100% da minha atenção aos meus sentimentos e comportamentos, comecei a identificar essas sensações e não permitir que elas dominassem a situação. As novas sinapses só começariam a se formar depois de um tempo, então comecei a usar a técnica “dos 21 dias” que pode ser, 28 ou 40. Mas escolhi 21 dias, que consiste em fazer a mesma atitude positiva ( ir para academia por exemplo), por estes 21 dias consecutivos, até se formar um novo hábito em mim. E quando eu falhava, voltava no dia 01.

Claro que tudo isso eu fazia (faço) com muita amorosidade e carinho, pois afinal, se eu fosse uma paciente minha, jamais seria dura demais com ela. Então, a cada pequeno deslize, eu me compreendia e ao contrário da voz de culpa que sempre aparecia nos meus erros, eu me acalmava e dizia: 21 dias, ou o tempo total da mudança que eu havia determinado. E quando eu estava (estou) indo bem, eu me compensava com algum agrado. Uma roupa nova, ou uma ida ao salão de cabeleireira.  Pode parecer pouco para quem é acostumada a ir sempre ao salão, mas para uma pessoa que havia se abandonado por completo, era um carinho impar.

Assim as coisas começaram a fluir. Meus sentimentos começaram a mudar e dentro de mim, o sentimento de gratidão e de esperança de um novo amanhecer, começou novamente a surgir.

Somos mesmo 100% responsáveis por tudo que nos acontece…

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s