Libertando-se dos sabotadores. Cap. 25

Uso meu japamala para recitar mantras criados por mim, para reprogramar minhas crenças.

Nosso cérebro é programado para repetir o aprendizado obtido e dessa forma poupar nossa energia vital, e isso é ótimo! O problema é que, muitos de nossos aprendizados foram baseados em sofrimento e dor, ocorrendo que, nessa repetição de padrões pelo cérebro, acabamos repetindo os mesmos erros e sofrendo mais vezes pelos mesmos comportamentos que nos dá resultados insatisfatórios, gerando novamente mais dor.

Por isso mudar um comportamento padrão é tão difícil, pois, por mais que não queiramos mais viver aquela experiência, nosso corpo executa exatamente como foi programado. Aí então é que ocorrem o que chamamos de “recaídas”, seja em uma dieta alimentar, uma atividade física, relacionamentos destrutíveis, compulsões de qualquer origem, enfim, chegamos a uma hora em que acabamos por desistir, pois a força de padrões aprendidos é muito forte e exige muito foco e atenção de nossa parte, não podendo em nenhum minuto sequer, deixar nossa vida no piloto automático. E é claro que isso gera muito desconforto, pois, como nosso cérebro quer poupar energia, reaprender dispende muito mais energia, o que nos desgasta. Mas a boa notícia é que após um tempo praticando esse novo comportamento ele passa a se tornar um novo hábito, e poderá finalmente ser colocado novamente no piloto automático e ficar então confortável. Como quando tiramos a carta de motorista pela primeira vez. Pelo menos no meu caso, me recordo que eu saia do carro com a calça toda molhada de suor de tão nervosa que ficava, atentando para todos os movimentos necessários para aprender a dirigir, e hoje faço isso com total autonomia.

Então hoje venho falar dessas recaídas e de como podemos nos livrar desses sabotadores internos que boicotam nossos objetivos de uma vida mais saudável, mais plena e realizada, dentro de nossas escolhas individuais.

Bom, como disse, tenho várias técnicas de terapias holísticas e integrativas que aprendi no decorrer de minha vida profissional, pois sempre acreditei que tudo está em nossa mente. Só que eu mesma, nunca paguei o preço de passar pelo desconforto da mudança de padrões, então, nunca atestei a eficácia das técnicas comigo mesma. Mas agora é diferente, pois eu também planejei estratégias de mudanças e por fim, precisei usar essas técnicas comigo, pois os sabotadores aparecem quando menos esperamos e com força total.

Eu também falei que voltei a olhar para minha vida espiritual e isso inclui meditações, orações e mantras, então, além dos tradicionais que já fazia, criei meus próprios mantras, com pequenas frases significativas, as quais eu repetia (repito) durante o dia e num horário específico, pegava (pego) meu japamala ( japa = sussurar, mala = contas)  que é uma espécie de rosário de 108 contas,e recitava novamente nele, esses mantras. Existem diversas teorias sobre o número 108, mas uma das mais populares é que se trata de um número consagrado por razões matemáticas, físicas e metafísicas.

Você pode criar seus próprios mantras baseado em seus objetivos de mudanças, mas vou te passar alguns exemplos dos quais eu uso no meu dia-a-dia.

  • Sou feliz, sou próspera, sou saudável
  • Tudo que preciso saber me é revelado
  • Sou um imã que atraí a prosperidade
  • A cada dia que passa, minha saúde e minha aparência estão cada vez melhor

E assim por diante…

Esse é uma das técnicas que uso para acelerar meu novo aprendizado.

Se você não tem um japamala e nem um rosário, pode improvisar com alguns feijões ou mesmo, repetir aleatoriamente sem contar quantas vezes está repetindo. O importante é que você faça todos os dias, pois pela repetição das palavras seu cérebro começa a acreditar que assim é, e as crenças antigas vão sendo substituidas gradativamente pelas novas crenças, gerando novos sentimentos e pensamentos. Isso vai se solidificando e quando ocorre um mecanismo de sabotagem seus pensamentos já estão mais firmes e é mais fácil para você “questioná-lo”, podendo então optar se quer voltar para a dor ou se prossegue com o seu objetivo.

Se não tem tempo para recitar suas frases de reprogramação, uma alternativa é escrevê-las em uma folha de sulfite e deixar fixada no espelho do banheiro por exemplo, onde toda manhã você possa visualizá-la, mas claro que as repetições tem mais força e agem mais rápido.

Bom, espero ter dado uma dica que te ajude, pois para mim está dando resultados satisfatórios no meu processo de mudança e que fiz disso um hábito para fortalecer minha auto-estima!

Deixo abaixo meu vídeo sobre o proposto e o vídeo do Masaru Emoto, que fez a experiência da molécula da água.

Grande abraço!!

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s